Ouça a rádio cidade!

Vídeo: motociclista com maior índice de embriaguez do PI se entrega à PRF sem capacete, sem CNH e com licenciamento vencido há 20 anos

Um motociclista, não identificado, foi preso em flagrante após realizar o teste de bafômetro e registrar o maior índice de alcoolemia já feito pela Polícia Rodoviária Federal do Piauí. Ele estava ainda sem capacete, sem CNH e com o licenciamento da moto vencido há mais de 20 anos.

O resultado no bafômetro impressionou os policiais ao marcar 1,7 miligramas de álcool por litro.

“Nunca foi registrado esse índice de álcool [no Piauí]. Significa dizer que esse condutor devia de ter ingerido, aproximadamente, 30 latinhas de cerveja, ou, pelo menos, 15 doses de uísque”, explicou o inspetor da PRF, Alexsandro Lima.

Ele mesmo chegou embriagado em um posto fiscal da PRF em Piripiri e parou a moto próximo ao canteiro da rodovia, desceu do veículo e foi em direção aos policiais rodoviários federais.

Ele estava pilotando uma motocicleta com o registro vencido há 21 anos, sem capacete e sem Carteira Nacional de Habitação. Ele foi preso e levado para a delegacia de Piripiri. O homem será autuado por embriaguez ao volante.

Nível de tolerância

Desde 2012, o Código de Trânsito Brasileiro define como conduta criminosa conduzir veículo com mais de 0,3 mg de álcool por litro de ar ou 6 dg de álcool por litro de sangue. E não vale só para o álcool, a lei vale também para quem conduzir com a capacidade psicomotora alterada por outra substância psicoativa.

Quem for flagrado dirigindo embriago é preso e levado para a delegacia, além de poder ficar detido de seis meses a três anos, pagar multa e ter a suspensão ou proibição de ter a permissão ou a habilitação para dirigir.

Fonte: G1

Mais notícias