Escritor aponta dificuldades em ter reconhecimento pelo trabalho dentro de Parnaíba.

0
24

 

Autor de dez livros escritos, entre romances, contos e crônicas, sendo cinco lançados, o escritor parnaibano Antonio de Pádua Marques Silva, o Pádua Marques, (o último na foto, da esquerda para a direita) declarou nesta sexta-feira (23) quando se comemora o Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor, que esta atividade a cada dia é considerada menos importante.

No caso de Parnaíba, a segunda maior cidade e considerada uma das maiores reservas culturais da região norte do Piauí, a opinião é de que não existe público leitor entre sua população, na sua maioria estudantes do ensino médio e universitários, uma clientela que em nada demonstra interesse pela sua história e a sua literatura.

“Pra começar nós temos dificuldades de acesso aos grandes mercados editoriais a partir da capital Teresina e os eventos, considerando aqueles antes da pandemia, pouco dão relevo ao nosso trabalho, embora tenhamos academia de letras e cursos de letras”, diz Pádua Marques.

Pádua Marques, que nesta sexta-feira colocou à venda seu mais novo livro, Joana e Seus Filhos, um romance tendo como cenário a região do Pará, diz que esta dificuldade ele não enfrenta sozinho. Outros autores também têm carência de recursos para lançar seus trabalhos. Escritores antigos como José Luiz de Carvalho e Antonio Gallas, Bernardo Silva, Diderot Mavignier e os novos.

Novos do porte de Íthalo Furtado, Alexandre Mendes, Bruno Araújo e outros. Poetas, historiadores, cronistas com excelentes trabalhos, mas que não têm recursos para publicar seus trabalhos. A saída nos últimos dias tem sido a publicação com tiragens pequenas, muitas delas não alcançam uma centena de exemplares.

Ainda segundo Pádua Marques, os escritores parnaibanos, assim como em todo o Brasil, mesmo publicando seus trabalhos com grandes ou pequenas tiragens, têm que concorrer com o livro eletrônico. “Mas nós da geração mais antiga e da situada na faixa média, estamos até satisfeitos em ver outros escritores chegando”, conclui Pádua Marques.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui