Piauí ultrapassa quatro mil mortes por coronavírus e março é o mês mais letal da pandemia.

0
18

Os dados divulgados pelo Painel Covid, da Secretaria de Estado da Saúde na noite deste domingo (28), atestam a gravidade do cenário de pandemia do novo coronavírus comprovado repetidamente durante todo o mês de março no Piauí. Depois de seguidos recordes de mortes e de novos casos confirmados da doença, ontem o estado ultrapassou a marca de 4 mil mortes e março se consolidou como o mês mais letal desde o início da pandemia no Piauí.

Nas últimas 24 horas, o Piauí registrou 32 óbitos e chegou a 4.028 mortes ocasionadas pela covid-19. O número é preocupante se considerarmos a rapidez com que a doença avança no estado.

Segundo os dados contabilizados pela Sesapi, o Piauí levou quatro meses para registrar as primeiras 1 mil mortes pela doença, em julho do ano passado, e mais dois meses e meio para alcançar as 2 mil mortes, atingindo a marca no final de setembro de 2020. Com o achatamento da curva, a marca de 3 mil mortes só foi atingida quatro meses depois, em janeiro deste ano, e, em menos de dois meses, o estado chegou a 4 mil óbitos.

O avanço da doença no estado alcançou novos patamares durante este mês de março. Ao todo, somente em 29 dias, 678 pessoas morreram em decorrência da doença. Este é o maior número registrado desde o início da pandemia, há um ano. Até ontem, o mês de julho de 2020, considerado o pico da primeira onda no país, tinha o maior número de óbitos pela doença. Naquele período, 668 perderam a vida devido à covid-19.

Apesar do aumento do número de casos entre pacientes com idades fora do grupo de risco da doença, o perfil das maiores vítimas no estado continua a ser de pacientes acima de 70 anos (58,09%), seguido pela faixa etária de 60 a 69 anos (19,7%), 50 a 59 anos (11,28%) e 40 a 49 anos (6,29%). Em relação à divisão por sexos, os homens estão em maior número entre as vítimas fatais, com 57,7% do total de óbitos contabilizados no estado.

De acordo com a Sesapi, as últimas vítimas do novo coronavírus no Piauí são 16 homens e 16 mulheres. Eles eram de Canto do Buriti (79 anos), Fronteiras (44 anos), Floriano (51 anos), Luís Correia (88 anos), Marcolândia (67 anos), Miguel Alves (73 anos), Parnaíba (32, 37, 56 e 75 anos), Picos (73 e 82 anos), Teresina (48, 63 e 64 anos) e Valença do Piauí (79 anos).

As do sexo feminino eram de Agricolândia (60 anos), Batalha (66 anos), Buriti dios Lopes (66 anos), Colônia do Piauí (69 anos), Esperantina (59 anos), Oeiras (97 anos), Parnaíba (31 anos), Piripiri (70 e 82 anos) e Teresina (45, 52, 64, 71, 73, 74 e 77 anos). Seis vítimas não possuíam comorbidades.

Em relação ao número de casos, 713 casos foram confirmados nas últimas 24 horas, sendo 376 mulheres e 337 homens, com idades que variam de um a 91 anos. Os casos confirmados no estado somam 202.230 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 4.028 e foram registrados em 218 municípios. Agricolândia registrou o primeiro óbito pela doença. Do total, 2.325 homens e 1.703 mulheres não resistiram a Covid-19.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há  1.349 ocupados, sendo 868 leitos clínicos, 434 UTIs e 47 em leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 11.826 até o dia 28 de março de 2021.

A Sesapi estima que 196.853 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Até o momento, o vacinômetro, ferramenta para acompanhar a evolução da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Piauí, aponta que 213.157 pessoas já receberam a primeira dose de vacina no estado e 48.296  a segunda dose. Fonte: MN. Fotos: OGlobo. Edição: APM Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui