Vacinação de idosos continua neste fim de semana.  

0
29

O governo estadual do Maranhão recebeu 515 mil doses recebidas, 338 mil doses distribuídas e 283 mil doses aplicadas pelos municípios, dando cobertura vacinal de 73%.

A vacinação de idosos na faixa etária de 75 a 79 anos continua neste sábado, 13, em São Luís. A campanha de vacinação de idosos contra a Covid-19 em São Luís foi retomada ontem (12), com imunização dos idosos de 80 a 84 anos que perderam a data da vacina e que estão cadastrados na plataforma “Vacina São Luís”.

De acordo com o calendário de hoje, a vacinação pode ser feita no sistema de drive thru da Universidade Federal do Maranhão e também no Centro Municipal de Vacinação, no Cohafuma, das 8h às 17h. Os idosos precisam levar documento original com foto.

De acordo com o Painel Covid-19 do Governo do Estado, até o dia 11 o município de São Luís recebeu 88.712 doses de vacina, aplicando 68.562, com uma cobertura de 77,29%.

Segundo o governo do estado, até então o Maranhão recebeu 515 mil doses recebidas, 338 mil doses distribuídas e 283 mil doses aplicadas pelos municípios, dando cobertura vacinal de 73%.

No novo decreto editado pelo governador Flávio Dino, a meta percentual para que as prefeituras recebam novas doses subiu para 70%. Até então, 212 cidades tem aplicação acima de 60% Cinco estão abaixo desse percentual.

Flávio  Dino informou ontem que assinou o contrato, junto com outros 20 governantes para compra de vacinas Sputnik V, para acelerar o processo de vacinação no país. Porém, com o anúncio do governo federal para a aquisição de 10 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 no segundo trimestre deste ano, o governador disse que convém esperar, pois  a prioridade na aquisição de vacinas é do governo federal.

De acordo com o Fórum Nacional dos Governadores, o objetivo é que os estados possam atuar juntos na compra direta de vacinas e na implementação de medidas contra o avanço do novo coronavírus.

O pacto dos governadores considera uma decisão recente dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que prevê que a adoção de medidas em benefício da população, no que se refere à pandemia da covid-19, também é competência dos governos estaduais. “Não basta aprovar uma lei, não basta anunciar que vai comprar, eu anuncio fatos concretos. Na quinta, fizemos uma reunião, conseguimos chegar aos termos com uma empresa russa. Mas resolvemos que nós vamos seguir a lei que diz que a prioridade de  aquisição é do  governo federal.

Agora, aquilo que seria aquisições diretas dos estados se transformará em aquisição do Ministério da Saúde,  em razão do que dispõe a lei brasileira. De modo que os estados entram em cena quando o governo federal não assume o compromisso. Além das vacinas que já dispomos, teremos também a Sputink, sob comando do governo federal.Vamos esperar que isso se confirme e na semana que vem tenhamos um Plano Nacional de Imunização mais forte”, disse Dino.

Até agora o Brasil vacinou 9,29 milhões pessoas com a primeira dose da vacina contra Covid-19. O número representa 4,39% da população brasileira. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa. O coronavírus já matou 273.124 pessoas desde o início da pandemia, em março de 2020.  No Maranhão, mais  de 5 mil pessoas perderam a vida. Fonte: Oimparcial. Fotos: OGLOBO. Edição: APM Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui