Universidade Federal do Maranhão vai lançar ao espaço minissatélite em 2022.

0
30

 

 

Resultado de uma parceria entre a Universidade Federal do Maranhão, Agência Espacial Brasileira e outras instituições, entre elas a Fundação Sousândrade, um dos primeiros nanossatélites de propriedade brasileira deverá ser lançado em 2022.

O equipamento da categoria Cube Sats, pequenos satélites de pesquisas espaciais e para comunicações com solo terráqueo, foi desenvolvido no curso de Engenharia Aeroespacial da UFMA. Projetos como este seguem uma tendência internacional de lançamento de foguetes para satélites menores, denominada New Space.

Diversas organizações governamentais e empresas no mundo todo estão desenvolvendo equipamentos menores e com ciclo de vida mais curto, como o projeto do Cubesat da UFMA, baseado em módulos padronizados de 10x10x10 centímetros.

Denominado Aldebaran I, o nanossatélite desenvolvido pela UFMA, além de possibilitar o desenvolvimento da pesquisa e da inovação na instituição, tem diversas funções sociais, como a de retransmitir sinais para auxiliar no resgate de pescadores e embarcações na região do município de Raposa.

Ele receberia o sinal do pescador perdido e emitiria para a estação mais próxima, indicando o local onde estaria o pescador, para que fosse resgatado o mais rápido possível. Outra função, seria a de mapear zonas de queimadas em regiões maranhenses.

No Brasil, seis instituições, além da UFMA, oferecem o curso de Engenharia Aeroespacial, sendo elas, Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Universidade de Brasília, Universidade Federal de Santa Maria,  Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal de Minas Gerais  e Universidade Federal do ABC.  Fonte: MaHoje. Foto: Edição: APM Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui