Deputado denuncia que o Piauí pode ficar com terras produtivas do Ceará.

0
30


O conflito territorial com o Piauí pode fazer o Ceará perder até seis municípios, segundo
perícia técnica realizada pelo Exército, a pedido do STF, em 2018. O alerta foi feito
nesta quinta-feira (11), em pronunciamento realizado na Assembleia Legislativa, pelo
deputado estadual Acrísio Sena (PT).
“É necessário a união da Assembleia Legislativa, deputados federais e senadores
cearenses e a realização de uma ampla campanha envolvendo a população – inclusive
com realização de plebiscito – para evitar que 245 mil pessoas, com vínculos culturais e
históricos com o Ceará, passem a ser piauienses do dia para a noite, como aconteceu
com Tocantins, que perdeu, em 2020, em ação semelhante, 140km2 para o Piauí”,
explicou.

Segundo o estudo do Exército Brasileiro, o Ceará perderia integralmente Ibiapina, São
Benedito, Guaraciaba do Norte, Carnaubal, Croatá e Poranga, além da sede de Ubajara.
Isso corresponde a 35 distritos e 806 localidades.
Seriam perdidos centenas de equipamentos construídos e mantidos pelo Estado, tais
como: 290 escolas; 6 centros de educação infantil, 3 escolas profissionalizantes, 172
Unidades de Saúde, 24 centros de convivência, 733 km de estradas, o aeroporto de São
Benedito, 598 torres eólicas, 117 áreas de mineração, 21.747 estabelecimentos
agropecuários.

Ainda na relação de equipamentos perdidos para o lado do Piauí, segundo o deputado,
estariam uma Unidade de Conservação Estadual (Bica do Ipu), uma Unidade de
Conservação Federal (Parque Nacional de Ubajara), dois açudes estratégicos
(Jaburu/Ubajara e Lontras/Ipueiras) e 1.549 poços profundos, dentre outros.

Fonte: BP. Fotos: RPC. Edição: APM Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui